Francesca Dego

Francesca Dego

Celebrada pela sonoridade do seu tom, pela exigente interpretação e técnica impecável, Francesca Dego está entre as mais procuradas jovens violinistas da cena internacional. O seu álbum de estreia, que inclui os 24 Caprichos de Paganini e a interpretação da integral das Sonatas para Violino de Beethoven, editado em 2012 pela Deutsche Grammophon, recebeu aclamação da crítica. No Outono de 2017 será lançado o largamente esperado disco do seu primeiro concerto com obras de Paganini e Wolf-Ferrari.

Nascida em Lecco, Itália, filha de pais de nacionalidade italiana e americana, Francesca apresenta-se regularmente com grandes orquestras em todo o mundo. Os destaques da sua carreira como solista incluem recentes e futuras atuações com a orquestras de Gürzenich, City of Birmingham, Royal Philharmonic, Philharmonia, Tokyo Symphony e Tokyo Metropolitan Symphony Orchestras, uma tournée pelos Países Baixos com a Het Gelders Orkest e a Orkest van het Oosten, atuações no Cremona Stradivari Festival e com a Orquestra do Teatro Colon de Buenos Aires, bem como com a Orquestra Clássica do Sul e a Mannheimer Philharmoniker.

No seu país, colabora com orquestras como a "La Verdi" de Milão, a Filarmonica Arturo Toscanini,  a Orchestra Haydn de Bolzano, a Città Metropolitana de Bari, a Filarmonica di Bologna, a Civica Orchestra di Fiati "G. Verdi" - Città di Trieste, a Orchestra dell’ Arena di Verona, a Filarmonica Teatro la Fenice de Veneza, assim como com a  Orchestra della Toscana. Em 2008 Francesca Dego foi objeto de amplo reconhecimento ao tornar-se na primeira mulher italiana, desde 1961, a ser galardoada no prestigiado concurso “Paganini Competition” em Génova. Além dessa distinção foi-lhe também atribuído o prémio “Enrico Costa”, na qualidade de mais nova finalista.

A sua carreira internacional deu-lhe a oportunidade de trabalhar com reconhecidos maestros, designadamente, com Christopher Franklin, Paul Goodwin, Christopher Hogwood, Yoel Levi, Grant Llewellyn, Gianluca Marcianò, Wayne Marshall, Diego Matheuz, Shlomo Mintz, Sir Roger Norrington, Daniele Rustioni e Xian Zhang, assim como  de atuar nos mais prestigiados auditórios, por exemplo, nos auditórios do  Royal Festival de Londres e no Wigmore Halls, no Moscow Conservatory Grand Hall, no Beijing's NCPA e no Auditorium Parco della Musica de Roma.

Francesca toca com os preciosos violinos Francesco Ruggeri (Cremona 1697) e ex-Ricci Guarneri del Gesù (Cremona 1734), por cortesia da Florian Leonhard Fine Violins. Recentemente, foi escolhida pela Casa Versace para a ser a primeira mulher interprete de música clássica a vestir essa etiqueta de moda nas suas apresentações.


Fotografia: Davide Cerati

Voltar