Grupo Vocal Olisipo

O Grupo Vocal Olisipo foi fundado em 1988, tendo sido desde então dirigido por Armando Possante. O seu repertório é vasto e eclético, abrangendo obras do período medieval aos dias de hoje. Colabora regularmente com compositores como Bob Chilcott, Ivan Moody, Christopher Bochmann, Eurico Carrapatoso, Vasco Mendonça, Luís Tinoco e Manuel Pedro Ferreira, entre outros, tendo estreado, em outubro de 2016, no Festival Guitar’Essonne, em França, obras de Anne Victorino d’Almeida, António Pinho Vargas, Carlos Marecos, Daniel Davis, Edward Luiz Ayres d’Abreu, Fernando Lapa, José Carlos Sousa, Nuno Côrte-Real, Sérgio Azevedo e Tiago Derriça.

Trabalhou com dois dos mais prestigiados ensembles mundiais da actualidade – “Hilliard Ensemble” e “The King’s Singers” e interpretação de ópera barroca com Jill Feldman. Conquistou já diversos prémios, como uma menção honrosa no Concurso da Juventude Musical Portuguesa e o Primeiro Prémio nos concursos International May Choir Competition em Varna, Tampere Choir Festival, 36º Concorso Internazionale C.A.Seghizzi e 5º Concorso Internazionale di Riva del Garda, e vários prémios de interpretação.

Efectua actuações em todo o país, nos principais Festivais de Música e em palcos como o CCB, Teatro Nacional de S. Carlos, Casa da Música e Teatro Rivoli, entre outros. Colabora regularmente com os principais ensembles e orquestras nacionais e presenta-se em concertos por todo o mundo, também como ensemble convidado nos mais prestigiados festivais. Participou no filme “As variações de Giacomo” com John Malkovich e Veronica Ferres e os cantores Miah Persson, Florian Bösch e Topi Lehtipuu. Gravou o Officium Defunctorum de Estêvão de Brito e as Matinas de Natal de Estêvão Lopes Morago para a editora Movieplay, Cantatas Maçónicas de Mozart para a EMI, e, para a Diálogos, Tenebrae com música de Francisco Martins e Manuel Cardoso e o Magnificat de Eurico Carrapatoso.

Voltar