Jordi Savall & Hespèrion XXI

Por mais de cinquenta anos, Jordi Savall, uma das personalidades musicais mais versáteis da sua geração, tem vindo a resgatar joias musicais da obscuridade causada pelo abandono e pelo esquecimento, de modo a que todos as possam desfrutar. Pesquisador incansável de música antiga, Savall interpreta e executa repertórios como instrumentista de viola da gamba e como maestro. As suas atividades como concertista, professor, pesquisador e criador de novos projetos musicais e culturais fazem dele uma figura relevante no âmbito da Histórica da Música.

Com Montserrat Figueras, fundou os ensembles Hespèrion XXI (1974), La Capella Reial de Catalunya (1987) e Le Concert des Nations (1989), com os quais continua a explorar e a recriar um mundo de emoções e de beleza, que partilha com amantes da música antiga por todo o mundo.

Savall gravou e editou mais de 230 discos, abrangendo os repertórios medieval, renascentista e clássico, embora com um enfoque especial na herança musical de origem hispânica e mediterrânica, tendo-lhe sido atribuídos prémios tão prestigiados como os Midem Classical Award, International Classical Music Award e Grammy Award. Os programas dos seus concertos transformam a música num instrumento de mediação para a paz e a compreensão entre diferentes comunidades e culturas, por vezes em estado de guerra. Com essa finalidade como meta, Savall tem convidado artistas como Arab, Israeli, Turkish, Greek, Armenian, Afghan, Mexican, além de diversos músicos norte-americanos, para apresentações com os seus ensembles. Em 2018 foi designado Embaixador da União Europeia para o diálogo intercultural e, em conjunto com Montserrat Figueras, recebeu o título de “Artist for Peace” no âmbito do programa “Good Will Ambassadors” da UNESCO.

Andrew Lawrence Kingé considerado uma das figuras de maior reputação mundial na interpretação da música antiga, sendo o harpista com mais gravações no mundo, em todos os tempos. Frank McGuire, filho e neto de instrumentistas de música tradicional, é ele próprio músico e percussionista desde que a idade lhe permitiu segurar um instrumento musical. Em 2010, Frank foi convidado para gravar com o lendário músico, gambista e compositor Jordi Savall e com o harpista Andrew Lawrence King. O resultado desse trabalho conjunto, no album "Celtic Viol Vol.2", valeu-lhes uma das mais altas condecorações na área da Música.

Voltar