Sobre

FIMA - FESTIVAL INTERNACIONAL DE MÚSICA DO ALGARVE

Nesta trigésima quarta edição, o FIMA – Festival Internacional de Música do Algarve, retoma a sua missão de promover o acesso à música erudita através da realização de uma série de 14 concertos pautados pela qualidade e diversidade da sua programação, bem como pela excelência dos seus convidados. Ao abrigo do Programa Cultural 365 Algarve, estes concertos estender-se-ão por toda a região algarvia, garantindo uma verdadeira democratização do acesso à cultura, e ocorrerão durante um período de cerca de dois meses.

A Orquestra Clássica do Sul, o único agrupamento musical profissional a sul do Tejo, será uma das estruturas fundamentais para a realização destes eventos, providenciando uma base de altíssima qualidade, à qual se irão aliar artistas de renome internacional como o maestro Maxime Tortelier, os violinistas Daniel Satabrawa e Christoph Koncz, o violetista Máté Szücs, o violoncelista Jed Barahal, a soprano Dora Rodrigues e também agrupamentos como o Grupo Vocal Olisipo e o P.L.I.N.T. – Pablo Lapisusas International Trio.

O FIMA contará também com a presença de  músicos e agrupamentos convidados como Jordi Savall & Hespèrion XXI, o percussionista Jean-François Lézé e a Orquestra do Norte com o maestro Jan Wierzba e o violoncelista Marco Pereira.

A diversidade do FIMA não assenta apenas na diversidade de formações artísticas  mas também na abrangência de estilos, épocas e compositores com alguma preocupação no apoio à produção contemporânea através da encomenda de obras em estreia mundial. O FIMA pretende também estimular a interdisciplinaridade entre diferentes formas de expressão artística e e apresentar-se em espaços menos convencionais e em formatos  diferentes.


Rui Pinheiro
Diretor Artístico do Festival Internacional de Música do Algarve 2019
Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul